Postagens

Orquestra Jovem Vale Música - Concerto de Natal de 2017

Imagem
No início da noite de 17 de dezembro de 2017 a Orquestra Jovem Vale Música realizou seu último concerto da temporada 2017, prometendo o retorno somente em fevereiro de 2018. No repertório, nada mais apropriado para a época que a suíte de O Quebra-Nozes de Tchaikovsky, acompanhada da suíte de O Lago dos Cisnes e do Andante Cantabile para cello e orquestra com solo de Kalyne Valente.     A profª. Glória Caputo aniciou a noite com as saudações ao público e anunciou dois grandes momentos para a temporada 2018: um concerto na Sala São Paulo como convidados e outro em Belém; ou no Teatro da Paz ou na Sala Augusto Meira Filho, com Antonio Menezes.     O concerto iniciou com a célebre cena de abertura do II ato de O Lago dos Cisnes com destaque para a boa execução de Joás Saraiva no 1º oboé e as cordas com um som melhor que no concerto de Strauss Jr.        A Dança dos Cisnes não teve nenhum problema aparente, mas a Dança Napolitana foi arruinada pela péssima execução dos trompetes; que evid…

Disney sobre o Gelo: espetáculo de patinação em Buenos Aires

Os vídeos nesta postagem foram feitos por mim durante uma apresentação do espetáculo Disney sobre o Gelo que assisti na capital argentina durante minhas férias em julho de 2017. O espetáculo foi montado sobre vários filmes clássicos da Disney e alguns recentes, porém certamente também já clássicos, do célebre estúdio estadunidense. Entre eles A Pequena Sereia, A Bela e a Fera e o ainda recente para estes anos Frozen. Foi a primeira vez que assisti um espetáculo de patinação no gelo ao vivo e, claro, fiz questão de registrar vários momentos desse espetáculo cheio de música, dança e luzes coloridas.

























OJVM TOCA MÚSICA LIGEIRA AUSTRÍCA: JOHANN STRAUS Jr.

Imagem
Na manhã de domingo, 26 de novembro de 2017, a Orquestra Jovem Vale Música,se reuniu novamente para tocar música leve e ligeira do Mestre maior da valsa romântica o austríaco Johann Strauss Jr. No repertório, as aberturas das óperas O Morcego e O Barão Cigano, as valsas Contos dos Bosques de Viena, Danúbio Azul, Vozes da Primavera e a polca Raios e Trovões.
Um concerto com música célebres e adoradas pelo público faz mais de um século, só poderia passar ligeiro - como a música. Apesar do público não ter comparecido em peso, os que foram saíram de lá certamente satisfeitos pelo bom nível musical apresentado por Miguel Campos Neto e os estudantes da Fundação Amazônica de Música. Apesar de ter sido apresentado logo pelo final da manhã, às 11 horas, o público deve ter saído, como eu, bem mais revigorado para enfrentar o domingo e com um espírito bem mais leve para levar a cabo a semana que se seguiu.


Vídeos:


Abertura da ópera O Morcego



Abertura da ópera O Barão Cigano



Contos dos Bosques …

Coro Carlos Gomes: FIMUPA 2017

Imagem
Eu não sei se é por escolha do próprio coro ou se é por decisão da administração do Festival Internacional de Música do Pará, mas o fato de o Coro Carlos Gomes só se apresentar no Teatro Experimental Waldemar Henrique sempre me pareceu um fato estranho. Para um grupo musical do calibre do Coro Carlos Gomes e da qualidade musical de Maria Antonia Jiménez o espaço pode até ser apropriado no tocante a acústica, porém é secundário na programação do FIMUPA, e por isso, está abaixo do nível do coro. O Teatro da Paz é o local natural para o Carlos Gomes, mas sempre ele está posicionado no Waldemar Henrique.          Independentemente da posição no programa e de lugares secundários, o Coro Carlos Gomes, novamente apresentou sua tradicional qualidade vocal e um repertório muito agradável. É claro que o ambiente camerístico do Teatro Waldemar Henrique ajuda, e muito, a projeção sonora e seu ambiente "mais aconchegante" da um toque especial às apresentações. Devido ao horário e…

OJVM no projeto Vale Música Belém

Imagem
Mais uma vez a Orquestra Jovem Vale Música cumpriu suas obrigações musicais em mais um projeto realizado pela Fundação de Música da Amazônia, desta vez  o Vale Música Belém, sempre com Miguel Campos Neto na regência. Afinal, Miguelito é praticamente o único regente orquestral do Pará e tirando um ou outro convidado da Fundação, e aqueles que vêm para o FIMUPA, é ele o único capitão dos navios musicais da capital paraense, isto é, além da OJVM, a Orquestra Sinfônica Altino Pimenta da UFPA, a Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz, além de ser regente convidado principal da Orquestra Sinfônica Wilson Fonseca de Santarém; o que deixa bastante claro que o Pará precisa de mais regentes orquestrais de formação para dar conta do avanço das orquestras sinfônicas no estado. Não querendo, é claro, que Miguel perca seus empregos, mas é evidente para uma terra que se quer sinfônica a necessidade premente de formar mais regentes orquestrais para darem conta deste crescimento evidente. Mas não…

XXX FIMUPA: programas dos concertos

Imagem
Nesta postagem coloco à disposição as imagens que coletei dos programas realizados no 30º Festival Internacional de Música do Pará ocorrido em Belém na semana de 4 a 11 de junho de 2017 em vários espaços culturais da cidade. Sempre realizado pela Fundação Carlos Gomes  e o Governo do Pará com patrocínio este ano do Banpará, Banco da Amazônia e BNDES, além do contar com a vontade política dos governadores e dos seus secretário de cultura que a três décadas não deixam o FIMUPA sair do calendário oficial do estado, embora durante o governo petista de Ana Júlia Carepa ele tenha sido tão desfigurado e diminuído pela ideologia petista que a sua extinção foi vislumbrada por todos nós. Este ano as equipes da Fundação Carlos Gomes e do Conservatório Carlos Gomes, unidos a diversos músicos estrangeiros e brasileiros deram-nos um festival de alta qualidade técnica e de repertório de alta qualidade. A programação de música popular voltou com força e trouxe grandes nomes da cena alternativa da MPB…

Banda Sinfônica da FCG abre 30º FIMUPA

Imagem
DRAGÕES E VIDEOGAME

    No final da manhã de domingo 04 de junho de 2017 o Festival Internacional de Música do Pará tornou-se um jovem balzaquiano ao atingir sua trigésima edição com ar tradicional de evento importantíssimo no calendário cultural paraense, mas que ainda sobre da crônica centralização da cultura, própria das cabeças daqueles que trabalham na Fundação Carlos Gomes. Que, certamente, acham que é o povo que deve ir à cultura e não o contrário. Mas mesmo centralizado e com muito belenense nem sabendo que ele sequer existe o FIMUPA é um momento de glória na história das realizações artístico-culturais no Pará.      Este ano, repetindo outros tantos, a Banda Sinfônica da Fundação Carlos Gomes deu o ponta pé inicial logo pela manhã, enquanto a noite houve o concerto sinfônico com a Orquestra Sinfônica Carlos Gomes, este sim o momento da abertura oficial do festival.      A Banda Sinfônica da FCG este ano trouxe um repertório que, certamente, faria a festa de gamers se lá ele…