Postagens

Banda Sinfônica da FCG abre 30º FIMUPA

Imagem
DRAGÕES E VIDEOGAME

    No final da manhã de domingo 04 de junho de 2017 o Festival Internacional de Música do Pará tornou-se um jovem balzaquiano ao atingir sua trigésima edição com ar tradicional de evento importantíssimo no calendário cultural paraense, mas que ainda sobre da crônica centralização da cultura, própria das cabeças daqueles que trabalham na Fundação Carlos Gomes. Que, certamente, acham que é o povo que deve ir à cultura e não o contrário. Mas mesmo centralizado e com muito belenense nem sabendo que ele sequer existe o FIMUPA é um momento de glória na história das realizações artístico-culturais no Pará.      Este ano, repetindo outros tantos, a Banda Sinfônica da Fundação Carlos Gomes deu o ponta pé inicial logo pela manhã, enquanto a noite houve o concerto sinfônico com a Orquestra Sinfônica Carlos Gomes, este sim o momento da abertura oficial do festival.      A Banda Sinfônica da FCG este ano trouxe um repertório que, certamente, faria a festa de gamers se lá ele…

OJVM toca a Sinfonia Primavera de Schumann

Imagem

Estreia o 7º Festival de Música de Câmera do Pará - Diário do Pará

Diário do Pará segunda-feira, 23 de maio de 1994 Caderno O, 1 c..---- Iniciou ontem o 7º Festival Internacional de Música de Câmera do Pará, uma promoção do Governo do Estado e Fundação Carlos Gomes. Os norte-americanos David Rayl, Daniel Schene e a romena Eva Szekely falam de suas impressões sobre o festival e sobre Belém Festival paraense celebra a música. Hamilton Braga Da Editaria de Cultura
Com mudanças de última hora, estreou ontem, domingo, às 21:00h, no Teatro da Paz, o 7º Festival Internacional de Música de Câmera do Pará, com a Orquestra de Câmera do Pará, com Antônio del Claro como solista. A novidade não é novidade, isto é, no encerramento, dia 29, não haveria orquestra do festival. Mas decidiu-se manter a estrutura como nos outros anos, formando-se uma sinfônica integrada pelos participantes do evento. A diferença é de que haverá também o coro, regido pelo americano Davíd Rayl. David deveria. ter vindo a Belém há seis meses, pelo projeto Pará-Mlssoury, mas foi possível soment…

Música de Câmera ganha espaço no Teatro da Paz

A PRovíNCIA DO PARÁ Belém dom 22 de maio de 1994 1 cad. 1
Música de Câmera ganha espaço no Teatro da Paz
Às 21:00 horas de hoje, será aberto o VII Festival Internacional de Música de Câmera promovido pela Fundação Carlos Gomes, reunindo 41 músicos. Além de uma ótima opção de música de primeira qualidade ao público belenense e de outros centros nacionais e internacionais - a previsão é de 16 mil espectadores nos 15 recitais do Festival =, o Festicam funciona como o passaporte para colocar Belém no circuito mundial de música erudita. O Festival será aberto pela Orquestra de Câmera do Pará executando o Concerto em Fá Maior de Vivaldi, no palco do Teatro da Paz. Página 12.

Memórias Ribeirinhas: Um olhar além do rio

Imagem
Fim de ano tem vários eventos e muitas famílias que têm filhos em alguma escola que costuma fazer apresentações de final de ano, sobretudo as artísticas, têm um evento obrigatório: a apresentação deles em algum teatro da cidade ou outro local. Pois bem, como minha irmã é professora na Escola Municipal de Dança de Belém, capital paraense, e há vários anos a instituição costuma seguir a tradição de fechar o ano letivo com uma mega apresentação teatral.
    Neste ano de 2016 novamente a apresentação se deu no Theatro da Paz. Incluindo todos os seguimentos trabalhados na escola, pois como escola inclusiva atende deste meninas na primeira idade até senhoras sexagenárias e deficientes físicos e mentais, como cadeirantes; que este ano também participaram da apresentação.     Como escola inclusiva e não técnica, não dá para fazer uma crítica com se estivesse assistindo uma récita da Cisne Negro ou da Bolshoi. Como escola inclusiva, deu para ver que os seus professores fazem um trabalho com paix…

UFPA promove 9ª de Beethoven

Imagem
Ai, ai. Chega a ser vexatório ver tanta gente envolvida em algo que dá vergonha alheia. A situação vexatória desta vez foi protagonizada pelo efetivo reunido em torno da Orquestra Sinfônica Altino Pimenta pertencente à Escola de Música da Universidade Federal do Pará e regente, pasmem, pelo mesmo Miguel Campos Neto que rege a Orquestra Jovem Vale Música e Orquestra Sinfônica do Teatro da Paz. São três filhos muito diferentes vindos do mesmo pai. O que me deixa mais firme na certeza de que o que faz uma orquestra não é o regente e sim os instrumentistas dela. Miguel é bom regente todos sabemos. Porém, nem mesmo um bom regente como ele é capaz de tirar boa música de músicos tecnicamente inferiores como é o caso evidente desta OSAP.      Há também o caso Fábio Martino, um jovem pianista brasileiro, que há alguns anos recusou-se a tocar com esta orquestra por "se sentir desconfortável" ao tocar com ela durante os ensaios para um concerto que aconteceria também no Encontro …

Festival revive tradição musical

A PROVÍNCIA DO PARÁ, 12 CADERNO - 12 - 22 de maio de 1994
Festival revive tradição musical
     Logo mais, às 21 horas quando a Orquestra de Câmera do Pará tocar no Teatro da Paz, os primeiros acordes do Concerto em Fá Maior de Vivaldi estará aberto o VII Festival Internacional de Música de Câmera realizado pela Fundação Carlos Gomes. Participam do evento 41 músicos. Entre eles, nomes de peso como a violinista americana Eva Szekely e seu par, o pianista Daniel Schene. Ainda dos EUA veio o regente David Rayl, que se apresenta pela primeira vez no Pará. Também estreando no Festival, está o tenor Reginaldo Farias.      O primeiro festival foi realizado em 1988 e durante todos estes anos, ele tem servido de estímulo para os alunos do Conservatório Carlos Gomes e principalmente tem colocado Belém no circuito mundial de música erudita.      Eva Szekely conta que já foi perguntada sobre o Festival Paraense em outras capitais brasileiras e em outros países da América Latina, como o Chile, por…