RECITAL ELZBIETA STERNLICHT

A Casa de Estudos Franceses e a Casa de Estudos Germânicos trouxeram para se apresentar em Belém, em recital dado no Teatro da Paz na noite de 26 de novembro de 2009, a pianista polonesa Elzbieta Sternlicht que teve entre seus professores a grande pianista brasileira Magdalena Tagliaferro, estudando Interpretação com ela em Paris. Foi Elzbieta quem selecionou em Hamburgo, Alemanha, o piano de cauda Steinway D usado atualmente para concertos e recitais no Teatro da Paz. De modo que o seu recital foi um reencontro com esse instrumento. Elzbieta é atualmente professora da Universität der Künste em Berlim (Universidade das Artes) sendo especialista em obras pianísticas do século XX, além de obras do repertório tradicional. só mesmo uma pianista estrangeira para dar um recital pianístico todo de obras modernistas em Belém do Pará.
Elzbieta já e uma senhora de idade e por isso mesmo de grande experiência pianística. O seu recital, dividido em duas partes, trouxe o radicalismo moderno de André Jolivet e Olivier Messiaen e após o intervalo o já bastante palatável Claude Debussy. Na minha opinião, só um pouco menos radical que seus colegas.
o Teatro da Paz estava quase vazio, o que é de se estranhar, pois estamos em uma cidade cheia de pianistas. Talvez a divulgação tenha sido insuficiente ou o programa tenha afugentado os nossos conservadores pianistas e ouvintes. O fato é que piano e repertório moderno não atraem multidões na capital paraense. Perderam um grande recital.
André Jolivet (1905-1974) e Olivier Messiaen (1908-1992) foram executados na primeira parte do programa, assim inundando o teatro com os sons mais radicais do pensamento musical novecentista, resultado do comprometimento dos compositores franceses com a vanguarda musical do século XX.
Jolivet teve executada a sua Mana, estruturada em seis movimentos, onde pudemos ouvir dodecafonismo, serialismo, melodia de timbres e as dissonâncias comuns na música novecentista. Aqueles que têm os ouvidos preparados para ouvir somente consonâncias, certamente passaram toda a execução sofrendo com o dissonante colorido da obra de Jolivet, cuja escrita não deve ser fácil de decorar, considerando-se que a pianista a executou lendo a partitura. Mas foi somente esta partitura a ser lida na execução, tanto Messiaen quanto Debussy tiveram as suas obras executadas de cor.


"CURRICULUM

A pianista Elzbieta Sternlicht vem da Polônia. Por causa do anti-semitismo emigrou com seus pais para França, perdeu parte de sua família durante o Holocausto, e estudou finalmente em Paris piano com Vlado Perlemuter, música de câmera com Jacqueline Dessol e interpretação com Magda Tagliaferro. Após uma série de anos de atividades artísticas na França, mudou em 1977 para Berlim. A artista, além do repertorio clássico standard, se especializou em obras para piano do século 20, dentre outros.

Elzbieta Sternlicht trabalha atualmente como professora na Universidade das Artes (Universität der Künste) em Berlim.

Como excelente interprete de compositores franceses, de reconhecimento internacional, a participação da pianista no “Ano da França no Brasil” introduziria um elemento europeu nas programações previstas para Belém, respectivamente para Brasil (“A França Aberta”).

Cabe mencionar que foi a referida pianista que escolheu em Hamburgo, Alemanha, o grande piano de cauda Steinway D para o Theatro da Paz.

Maiores informações sobre a pianista em WWW.sternlichtelzbieta.de"


PROGRAMME

André Jolivet

(1905-1974) Mana

I. Beaujolais

II. L’Oiseau

III. La Princesse de Bali

IV. La Chèvre

V. La Vache

VI. Pégase


Olivier Messiaen

(1908-1992) Vingt Regards sur L'Enfant Jésus

Regard de l'étoile
Noël
Regards des prophètes, des bergers et des Mages
Première communion de la Vierge


entracte

Claude Debussy

(1862-1918) Images séries 1§2

Reflets dans l’eau

Hommage à Rameau

Mouvement

Cloches à travers les feuilles

Et la lune descend sur le temple qui fut

Poissons d’or

Vídeos:


Olivier Messiaen - Vingt Regards sur L'Enfant Jésus: Regards des prophètes, des bergers et des Mages




Olivier Messiaen - Vingt Regards sur L'Enfant Jésus: Première communion de la Vierge



Claude Debussy: Images série 2 - Cloches à travers les feuilles


Claude Debussy: Images série 2 -




Fotos:







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESSA NEGRA FULÔ: ANÁLISE

FORMA E ESTRUTURA NA ÓPERA: CENA III - ESTRUTURAÇÃO DE UMA ÓPERA

Mozart: Bastião e Bastiana em português e com sotaque paraense