Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010

GRUPO DE MÚSICA ANTIGA DA UEMG

O Grupo de Música Antiga da Universidade do Estado de Minas Gerais fez excelente e concorrida apresentação durante o XXI Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora na noite de 23 de julho de 2010 na Igreja do Rosário. Tocando repertório específico dentro da temática do Festival e com instrumentos de época especialmente confeccionados para o grupo por um de seus integrantes que é lutier, o grupo tocou vários autores anônimos dos séculos XIV e XVIII, além de alguns mineiros. Os padres José Maurício e Lobo de Mesquita foram os únicos autores identificados no programa. Para um Festival que tem temática totalmente fechada e direcionada, mas que se deixa direcionar muito em outras direções musicais, a apresentação de um grupo como esse é um dos poucos momentos verdadeiramente direcionados desse Festival, que peca demais por deixar o repertório estudado e executado alcançar do classicismo ao modernismo.

VÍDEOS:
Anônimo (Séc. XVIII) - Marcha dos Negros…

Coro Sacra Vox: Juiz de Fora 2010

O Coro Sacra Vox preparada e regido pela maestrina Valéria Matos, apresentou-se dentro do 21º. Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga em julho de 2010 na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil. Com um repertório bastante enxuto e muito bem direcionado, esse coro fluminense apresentou uma sonoridade limpa e vozes bem preparadas. Alguns integrantes do coro fazem-se, às vezes, de solistas, embora nem todos têm vozes solistas. A apresentação do Sacra Vox em Juiz de Fora, só me confirmou que um país do tamanho do Brasil necessita urgentemente ter integração entre todas as suas regiões e instituições que fazem alguma atividade artística, pois do contrário continuaremos como estamos agora. Nortistas não sabem o que os sulistas fazem. Nordestinos estão isolados do centro-oeste e quase nada se sabe do que é feito em música erudita em todos os estados brasileiros. Coros como o Carlos Gomes aqui de Belém do Pará e o Sacra Vox do Rio de Janeiro que têm altíssim…

ORQUESTRA BARROCA GRAVA CD EM HOMENGEM A MUFFAT

Na 21ª edição do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora, Minas Geraos, Brasil a Orquestra Barroca do Festival dirigida novamente por Luiz Otávio Santos e contanto com um punhado de excelentes músicos dedicaram a gravação do CD deste ano, gravado ao vivo no Cine-Teatro Central (sempre ele!) ao pouco conhecido e divulgado - pelo menos no Brasil - compositor austríaco Georg Muffat. O repertório é cansativo para quem está acostumado com as barulheiras e agitos sentimentais do romantismo e da música popular atual. Mas a Orquestra Barroca dirigida por Santos foi primorosa em praticamente tudo: leitura das partituras, adequação dos instrumentos aos sons da época de Muffat, concentração total; inabalada até na hora que um espote de luz caiu no palco durante uma das execuções (conferir nos vídeos abaixo). Agora é esperar a prensagem do CD para relembrar esta magnífica execução quantos vezes quizer.
Georg Muffat (1653-1704) - Suite "Sperantis Ga…