GRUPO DE MÚSICA ANTIGA DA UEMG

O Grupo de Música Antiga da Universidade do Estado de Minas Gerais fez excelente e concorrida apresentação durante o XXI Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora na noite de 23 de julho de 2010 na Igreja do Rosário. Tocando repertório específico dentro da temática do Festival e com instrumentos de época especialmente confeccionados para o grupo por um de seus integrantes que é lutier, o grupo tocou vários autores anônimos dos séculos XIV e XVIII, além de alguns mineiros. Os padres José Maurício e Lobo de Mesquita foram os únicos autores identificados no programa. Para um Festival que tem temática totalmente fechada e direcionada, mas que se deixa direcionar muito em outras direções musicais, a apresentação de um grupo como esse é um dos poucos momentos verdadeiramente direcionados desse Festival, que peca demais por deixar o repertório estudado e executado alcançar do classicismo ao modernismo.


VÍDEOS:

Anônimo (Séc. XVIII) - Marcha dos Negros de Pamplona



Anonimo (Séc. XIV) - Il Trotto/Saltarello



Anônimo (PIRANGA - MG) - Melodia de Santa Maria


Anônimo (Séc. XVIII) - Seis motetos de Piranga

Judas Mercator - Pueri Hebraeourum - Amicus Meus - Deus, Deus Meus - Tenebrae Factae - In Monte Olivei



Anônimo (Piranga - MG) - Ó filhos, Ó filhas


Anônimo (Séc. XVIII) - Folias


Lobo de Mesquita (174?-1805) - Regnum Angelorum Domine - Venite Adoremus


Pe. José Maurício Nunes Garcia - Solfejos


Anônimo (Séc. XVIII) - Popule Meus

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESSA NEGRA FULÔ: ANÁLISE

FORMA E ESTRUTURA NA ÓPERA: CENA III - ESTRUTURAÇÃO DE UMA ÓPERA

Mozart: Bastião e Bastiana em português e com sotaque paraense