quinta-feira, 30 de junho de 2011

ORQUESTRA JOVEM TOCA 5ª DE TCHAIKOVSKY

            Na noite de 29 de junho de 2011, a Orquestra Jovem Vale Música e a pianista paraense Marília Caputo, que hora faz seu doutorado nos Estados Unidos, realizaram um concorridíssimo concerto na Sala Augusto Meira Filho em Belém do Pará sob a regência de outro paraense de talento; o regente Miguel Campos Neto.

            A Sala Augusto Meira Filho ficou completamente lotada porque, além dos já citados músicos, o Coro Vale Música e o soprano Sílvia Matos também lá estiveram se apresentando. E como se sabe nas noites que as crianças do coro se apresentam a lotação sempre é esgotada; mas dessa vez as expectativas foram superadas e a lotação foi além da capacidade do grande salão.

            O programa teve apenas quatro obras, mas sua duração foi em torno de duas horas, pois o Concerto para piano e orquestra nº. 1 de Prokofiev e a 5ª Sinfonia de Tchaikovsky tiveram suas integrais apresentadas. Somaram-se o Hino Nacional Brasileiro e Invocação em Defesa da Pátria de Villa-Lobos para fechar o programa.

            Marília Caputo, mesmo emocionada, fez uma grande apresentação e tocou Prokofiev com desenvoltura, acompanhada pela competência de Campos Neto que está a fazer um trabalho maravilho com os adolescentes da orquestra, executando um repertório tradicional e profissional de gente grande embora sejam, ainda, muito jovens.

            É claro que o destaque da noite ficou para a primeira execução integral da 5ª Sinfonia de Tchaikovsky pela orquestra: excertos dela já haviam sido executados em concertos anteriores. Mas nem tudo são flores, pois o primeiro trompista pagou um mico[1] horroroso ao errar o solo da trompa no início do segundo movimento; justamente nesse trecho que é célebre e amado por quase todos os ouvintes de música erudita.

            Mas ouvir Tchaikovsky ao vivo não tem preço. Vários detalhes que não podem ser ouvidos nas gravações saltam na sala de concertos e a Orquestra Jovem Vale Música e Miguel Campos Neto fizeram um ótimo trabalho de preparação para executar essa favorita do repertório sinfônico.

            O resultado saiu excelente para o nível em que os jovens músicos da OJVM estão (bem acima dos outros grupos musicais estudantis de Belém), mas será exagero dizer que esses “meninos” sentem plenamente a música de Tchaikovsky, pois os velhos conhecedores de música erudita sabem que Tchaikovsky imprimiu sentimentos bem adultos e doloridos na maior parte de sua música, e adolescentes de 15 anos ainda não passaram pelas agruras da vida adulta para sentir tal música com suas mazelas dramáticas. Mas certamente sentem a música muito bem, haja visto o nível da execução ter sido de qualidade profissional, embora sejam alunos tocando.

´VÍDEOS:
1º movimento: Andante - Allegro con anima
video

2º movimento: Andante cantabile con alcuna licenza

video


3º. movimento: Valsa, Allegro moderato

video

4º movimento: Finale: Andante maestoso; Allegro vivace 
             
video








[1] Pagar mico: gíria brasileira que significa fazer algo que lhe trás grande constrangimento, vegonha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário