segunda-feira, 19 de setembro de 2011

RECITAL DE PIANO: JIANG XIAYI



Uma das coisas que a série Concertos para Belém sempre primou é o princípio de apresentar alguns dos melhores músicos eruditos da nova geração provenientes de vários países, gente que ainda está em início de carreira, mas que já tem um diferencial importante: a grande maioria são vencedores de vários primeiros prêmios em concursos de música pelo planeta. Com esta prática a Musikart Produções, com o patrocínio da Vale e apoio do Ministerio da Cultura brasileiro há anos vem enriquecendo as temporadas de concerto na capital paraense fazendo da nossa cidade uma das mais musicais, senão a mais musical da Amazônia brasileira. Com um profissionalismo ímpar e uma organização impecável, os Concertos para Belém; que já está na sua terceira série, proporciona para a população belenense música de altíssimo nível, com músicos jovens e ainda desconhecidos do grande público de concertos e cujo alguns ainda nem sequer foram descobertos pelas grandes gravadoras do gênero erudito no nosso planeta: Deutsche Grammophon, Decca, Naxos, Harmonia são apenas algumas delas e as mais conhecidas do planeta.
                E foi mantendo o direcionamento de apresentar músicos jovens e de muito talento que a Musikart Produções trouxe a Belém dentro da série Concertos para Belém III a pianista chinesa Jiang Xiayi, 26 aninhos, para um recital maravilhoso na Sala Augusto Meira; agora definitivamente, na minha opinião, a melhor sala de concertos de Belém, já que o Teatro da Paz novamente (e repetindo diversos momentos em sua longa história) está fechado para mais uma reforma, novamente tendo as suas estruturas prejudicadas pelos cupins políticos que o infestam há mais de um século.
                Um fato curioso que Xiayi tocou o recital na íntegra sem parar para intervalo escolhendo peças de curta duração com uma característica técnica bem visível: todas requerem uma dedilhado criterioso, toques precisos e discriminados, sem a embolação daqueles que não tem os dedos bem preparados tecnicamente para executar peças desta ordem com total clareza.
                O programa foi bem organizado neste ponto: o da união das peças pelas características técnicas e não estilísticas, pois os compositores escolhidos são de tempos históricos bem distintos. Assim sendo a ordem estilista ficou assim: classicismo (Haydn), romantismo tardio, pós-romantismo (Rachmaninoff), baixo romantismo (Schumann), impressionismo (Debussy), alto romantismo (Granados). Foi interessante ouvir um programa com este vai-e-vem estilístico que demonstrou que apesar de distantes no tempo o dedilhado desses compositores não está tão distante assim, embora para os bons conhecedores de música erudita seja muito fácil reconhecer a qual escola pertença cada peça.
                Tirando a quieta Sonata em C maior de Joseph Haydn todas as outras peças são cheias de verve, vigor, fogosidade, força e requerem dedos muito, mas muito bem treinados. Jiang Xyayi, apesar de não ter uma mão magra e grande, é uma gigante da elasticidade pois sua mãozinha se agigantou na hora de executar peças difíceis e até mesmo virtuosísticas escritas por compositores que também foram grandes executantes do piano (exceto Schumann, todos sabem por que), e conhecedores da técnica pianística “por dentro”.  
                2011 está entrando para os anuais dos concertos em belém como um ano com grandes recitais pianísticos, pois até agora tivemos alguns dos melhores momentos desse instrumento na capital paraense em anos. Jiang Xiayi só veio acrescentar mas grandeza à temporada de concertos da Sala Augusto Meira Filho. Parabéns.

INFORMAÇÕES DO PROGRAMA:


JIANG XIAYI . Piano
Jiang Xiayi é uma jovem pianista premiada internacionalmente, que inicia carreira de destaque na Europa.
Nascida na China em 1985, Jiang Xiayi iniciou' seus estudos de piano aos cinco anos e a partir de 1998 passou a cursar a Escola Superior de Música de Sichuan, China, na classe do professor Hanguo Yang. Participou de inúmeros concursos de piano importanteem seu país e dentre eles recebeu por 5 vezes o primeiro prêmio no Concurso de Piano "Nong Hang".
Em 2004 iniciou seus estudos de Piano e Música de Câmera na Escola Superior de Música de Karlsruhe, Alemanha, na classe da professora Saule Tatubaeva, com quem concluiu a graduação e o mestrado em 2011 obtendo nota máxima com distinção.
Recebeu entre vários outros os seguintes prêmios:
1 ° lugar e prêmio especial para Sonata de Mozart no 12° Concurso Internacional de Piano em Hong Kong (1998);
2° lugar no Concurso Nacional Xinghai em Beijing (1999);
1 ° lugar no Concurso para jovens pianistas em ChenDu (1999);
1 ° lugar no 4° Concurso Nacional em Pequim (2003);
1 ° lugar no Concurso de Piano "Blüttner" em Karlsruhe, Alemanha por 2 vezes (2004 e 2006);
1° lugar no 7° Concurso Internacional de Piano "Alexander Scriabin" em Paris (2007);
1 ° lugar por unanimidade no 17° Concurso Internacional de Piano "Citta di Barletta", na Itália;
1° lugar por unanimidade no 8° Concurso Internacional "Vietri sul mal" em Salermo, Itália (2007);
Seu duo a 4 mãos com a pianista japonesa Reimi Matsuda e com o clarinetista espanhol Juan Jose Pardo receberam o 1 ° prêmio em suas respectivas categorias nos seguintes concursos:
3° Concurso Internacional de Duos de Katrinenholm, Suécia, (2004);
Concurso Internacional de Música de Câmera "Gaetano Zinetti" em Verona, Itália (2005);
1 ° Concurso Europeu de Música de Câmera - Karlsruhe em (2005);
11 ° Concurso Internacional de Música "Letro Argento", Itália (2007) e 8° Concurso Internacional "Citta de Padova" em Padova, (2010)
Jiang Xiayi já participou de cursos e master classes em várias cidades europeias e no Canadá.
Já realizou recitais na China, Alemanha, França, Suécia, Itália, Espanha e Brasil.



PROGRAMA
• Joseph Haydn (1732-1809) -13'
Sonata em Do Menor
Moderato
Andante con moto
Allegro
• Sergei Rachmaninoff (1873-1943) - 3'
Etude- Tableaux Op.39 N° .1
• Robert Schumann (1810-1856) - 8:30'
Variações Abegg
• Claude Debussy (1862-1918) - 6:30'
L'isle Joyeuse
• Anton Scriabin (1872-1915) - 6'
Poeme Op. 32
• Enrique Granados (1867-1916) -10'
Los Requiebros (Das  Goyescas)





VÍDEOS:


Joseph Haydn (1732-1809) 


Sonata em dó menor: a) Moderato  b) Andante con moto  c) Allegro

video

Sergei Rachmaninoff (1873-1943) Etude-Tableaux Op. 39 nº. 1

video

Robert Schumann (1810-1856) Variações Abegg

video

Claude Debussy (1862-1918)  L'Isle Joyeuse



video

Anton Scriabin (1872-1915)  Poeme Op. 32


video

Enrique Granados (1867-1916)  Los Requiebros (das Goyescas)


video

Bis:

video



Nenhum comentário:

Postar um comentário