Postagens

Mostrando postagens de 2013

Duo Palheta ao piano

Imagem
O duo camerístico formado pelo casal Clenice Ortigara e Jairo Wilkens, que apesar do nome é paraense de Vigia, apresentou-se na noite de 6 de dezembro de 2013 na Sala Augusto Meira Filho sob patrocínio da Fundação Amazônica de Música para uma platéia incrivelmente menguada como nunca antes havia visto nessa sala de concertos. Perderam os que não foram e não acompanharam ao vivo a grande performance desses dois grandes músicos, que ao longo da década de 2000 vem apurando suas interpretações musicais e a sintonia fina entre seus instrumentos. Com um repertório, na maioria, de obras escritas diretamente para essa formação instrumental o duo exibiu o seu apuro técnico, a qualidade sonora e a entrega às interpretações; técnicas sim, mas não dotadas de sentimentos, o que é fundamental para qualquer interpretação musical.       Conheci Jairo na época do Conservatório Carlos Gomes, quando ele era bolsista de clarinete e praticamente "morava no conservatório". Depois ele foi pa…

XV VIRTUOSI: Igor Lovchinsky

Informações do Programa:
"Aclamado pela revista Gramophone como uma "estrela do futuro" e pela revista Piano pela "elegância e beleza arrebatadora" de sua performance, Igor Lovchinsky tem se apresentado no Kennedy Center, Carnegie Hall, The Bushnell Center, Teatro Eastman, e Teatro Ohio. Internacionalmente, apresentou-se em recitais na Sala da Filarmônica Nacional de Varsóvia, na embaixada americana em Pequim, e no Rosza Centre, Calgary.

Com um repertório que vai da Renascença até o Século XXI, Igor Lovchinsky é um artista multifacetado cujos programas inovadores - muitas vezes combinando o repertório padrão, com jazz e música popular - refletem seus diversos interesses musicais. Normalmente, Lovchinsky fala para a platéia em seus recitais, envolvendo tanto o ouvinte experiente e como o leigo. A imprensa de Southampton descreveu seus comentários como "inteligentes, informativos e não técnicos, acrescentando imensamente para a compreensão do não-profissiona…

Orquestra de Cordas Vale Música: Concerto com Leon Keuffer

Sob coordenação do Professor Ronaldo Sarmanho e com direção artística dele e do Professor Paulo Keuffer ocorreu na noite de 4 de setembro de 2013 na Sala Augusto Meira Filho do Arte Doce Hall em Belém do Grão-Pará um concerto da Orquestra de Violinos Vale Música, mas um braço formado dentro do Projeto Vale Música posto em prática pela Fundação Amazônica de Música com patrocínio da Fundação Vale, que há anos vem dando um abraço forte na formação de novos instrumentistas eruditos paraenses  e contribuindo de forma muito significativa para a manutenção da arte musical erudita na capital paraense.      Pois bem, os adolescentes que integram essa orquestra de violinos são todos alunos da F.A.M e também integrantes da Orquestra Jovem Vale Música, essa regida por Miguel Campos Neto. São músicos em formação desde tenra idade e já em um nível semi-profissional que muito nos orgulha e nos deixa esperançosos do futuro brilhante que eles poderão dar à música de concerto na capital paraense …

Orquestra Jovem Vale Música: Homenagem ao maestro Paulino Chaves

Imagem
Videos:

Paulino Chaves: Prelúdio e Fuga


Camille Saint-Saëns: Concerto para violoncelo e orquestra em nº. 1 em A menor, Op. 33

Allegro non troppo - Animato - Allegro molto - Tempo I (pause)
Allegretto con moto - (cadenza) - Tempo I - Un peu moins vite
Molto allegro

Solista: Márcio Carneiro







Pyotr Ilych Tchaikovsky (1849-1893)

Variações sobre um tema rococó Op. 33


Informações do programa:

"
Miguel Campos Neto - Maestro Após sua estreia na Ópera Salome em Novembro de 2012, a crítica especializada considerou Campos Neto um maestro que "dá ritmo teatral e fluência ao espetáculo e sabe recriar a linguagem musical específica dos personagens principais". (João Luiz Sampaio, ESTADÃO, SP.) A revista CONCERTO, principal periódico da música erudita e ópera no Brasil disse que "Campos Neto soube conduzir o espetáculo com propriedade e sempre atento ao discurso dramático" (Nelson Rubens Kunze). Já Sergio Casoy do site movimento.com apontou que o maestro, "muito concentrad…

Grupo Fantasmi (EUA)

Na noite de 3 de julho de 2013 o grupo de música antiga estadunidense Fantasmi fez um bonito concerto no Teatro da Paz. Privilegiando o repertório barroco italiano, o grupo, com muita, propriedade apresentou-nos um concerto de alto nível de compositores bem conhecidos do grande público: Vivaldi, Geminiani, os Scarlatti, Corelli e o nem tão conhecido Evaristo dell'Abaco. Para quem gosta da música feita na península itálica, foi um verdadeiro deleite.


Informações do programa:
" GRUPO FANTASMI ENSEMBLE BARROCO (EUA) "O Grupo Fantasmi foi fundado em ourubro de 2010. O conjunto apresenta uma nova geração de jovens especialistas de música antiga selecionados do Programa de Performance Histórica da Juilliard School of Music de Nova York e do Progra de Música Antiga da University of North Texas, em Denton e solistas da Sinfônica de Dallas, USA. Fantasmi deu o seu concerto inaugural no Performing Arts Center em Murchison UNT em 2010 e é especializado no repertório dos século…

Jubileu de Prata do Grupo de Percussão da Fundação Carlos Gomes

No início da noite de 5 de junho de 2013, uma quarta-feira, o Grupo de Percussão da Fundação Carlos Gomes apresentou seu concerto no Teatro Waldemar Henrique na Praça da República da capital paraense. Com regência e apresentação oral das peças (não houve programa distribuído) o concerto foi alto astral, cheio de peças agradáveis. Nessa apresentação o grupo iniciou as comemorações de seus 25 anos de criação e anunciou um concurso de composições a serem estreada pelo grupo no segundo semestre deste ano.       Como não houve distribuição de programa, as peças foram anunciadas por Ricardo Aquino; o que justifica os vídeos estarem sem títulos. O concerto acabou com um arranjo de Aquino da peça para piano de Carlos Gomes, A Cayumba; hoje considerada como a primeira obra de cunho nacionalista escrita no Brasil.

Vídeos:













Percussion Projeckt Rostock: 26º Festival Internacional de Música do Pará

Imagem
Um recital ou concerto de um grupo de percussão sempre é algo diferencial para os ouvidos dos melômanos acostumados às melodias tradicionais, principalmente dos últimos dois séculos e meio de história da música. Isto posto, pelo fato do repertório dos percussionistas ser quase todo formado por composições exclusivamente escritas para esse agrupamento musical, somando-se o fato de a maioria dos compositores de música para percussão ser percussionistas ou diretamente ligados a eles. Então há um pensamento eminentemente percussionístico no fazer musical para a percussão.        Outro bom fator para o frescor das composições para grupo de percussão é o fator delas serem obras escritas a partir do século XX; o que lhes dá aquela aura de atualidade (evito aqui usar modernidade) própria de obras escritas há pouco tempo. É muito raro ouvir esses grupos tocarem música arranjada para outras formações musicais. Geralmente tocam música escrita diretamente para a percussão. Então é fato que  a…

Coro Carlos Gomes: XXVI FIMUPA

O Coro Carlos Gomes fez sua primeira apresentação sem Maria Antonia Jiménez durante o XXVI Festival Internacional de Música do Pará na noite de 05 de junho de 2013, desta vez em um local bem mais apropriado para eles: a Catedral Metropolitana de Belém. O concerto, como já era de se esperar, teve altos e baixos devido a ausência de sua criadora e capitã por mais de uma década e meia; a cubana que era só dos paraenses, mas agora é dos paranaenses. Ó céus!       A força dos integrantes, que não deixaram a peteca cair e não se abalaram em desespero, está dando a continuidade necessária para que o principal grupo musical paraense continue na ativa. Sob regência interina do professor Amílcar Gomes, integrante do grupo há anos, os coralistas do Gomes esperam por uma tomada de decisão da Fundação Carlos Gomes sob os rumos do grupo e, principalmente, de sua direção musical. Aliás, esta é a espera de todos aqueles que acompanham o trabalho e admiram o Coro Carlos Gomes, já que a notícia d…

Orquestra de Violoncelistas da Amazônia na Assembléia Paraense

As crianças e adolescentes que fazem pulsar o projeto Cordas da Amazônia, criado e coordenado, pelo Prof. Dr. Áureo de Freitas fez mais uma apresentação durante evento realizado no salão da Assembléia Paraense da Av. Presidente Vargas em Belém do Grão-Pará na noite de 14 de junho de 2013.      As crianças iniciaram as aulas este ano, enquanto que os adolescentes já são veteranos. Um momento de descontração e de grande importância para esses jovens estudantes de música, pois lhes dá - desde cedo - a prática da apresentação em público; coisa que conservatórios não praticam, preferindo atrasar o máximo as apresentações de seus alunos em benefício da qualificação técnica.    É evidente que os alunos do Áureo ainda estão longe de ter uma técnica apurada no violoncelo, mas privá-los de uma apresentação em público, creio eu, que não seja indicado, pois para apreciá-los é necessário termos em mente se tratar de uma classe de alunos de música e não de músicos de formação. Então o enfoque…

XXVI FIMUPA: Concerto de Flauta transversal e piano

Imagem
O recital do flautista Eduardo Monteiro e do pianista Flávio Augusto Oliveira deu-se no início da tarde de 06 de junho de 2013 dentro da programação do meio-dia no XXV Festival Internacional de Música do Pará na Sala Ettore Bosio do Conservatório Carlos Gomes. Tocaram Eduardo Biato, Henri Dutilleux, Darius Milhaud e lembraram dos cinquenta anos de falecimento de Paul Hindemith e Francis Poulenc, integrantes do Grupo dos Seis francês, agitadores culturais da França na primeira metade do século XX.     Recital pra lá de agradável, nos fez esquece a fome no horário do almoço, já que durante o recital nos alimentamos de música. A velha e boa música. Depois foi só voltar para casa e encher o estômago de comida, já que nossa espírito saiu da Ettore Bosio muito bem alimentado.
Vídeos:

Paul Hindemith (1895-1963) Sonata para flauta e piano (1936)


Francis Poulenc (1899-1963) Sonata para flauta e piano, Op. 164 (1957)


Bis: Glück - Melodia para flauta e orquestra da ópera Orfeu e Eurídice





Orquestra Jovem Vale Música: Homenagem a Cláudio Santoro

Imagem
Na manhã do domingo 16 de junho de 2013, a Orquestra Jovem Vale Música, mantida pela Fundação Amazônica de Música e patrocinada pela companhia Vale apresentou mais um concerto matutino dentro da série Sons da Amazônia III. Desta vez o concerto foi em homenagem ao compositor amazonense Cláudio Santoro que viveu entre 1919 e 1989, embora somente uma obra sua tenha figurado no programa. Dividiu lugar com Beethoven, Lorenzo Fernandez, Pinduca e Franz Dopple, um virtuoso da flauta e compositor nascido na Polônia à época do Império Austríaco na cidade de Lemberg, mas na atualidade é chamada de Lvov, estando no território ucraniano. Portanto, deve ser identificado como um compositor ucraniano e não polonês, creio eu.






Vídeos:

Oscar Lorenzo Fernandez - Batuque


Cláudio Santoro - Ponteio

Aurino Quirino Gonçalves (Pinduca) - Pout Pourri de carimbó

Franz Dopple (1821-1883) Concerto para 2 flautas e orquestra em D menor
Allegro moderato - Andante - Allegro - Più lento - Più mosso