segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Orquestra Jovem Vale Música: Beethoven e Gershwin

A Orquestra Jovem Vale Música e Miguel Campos Neto fizeram mais um concerto da série Sons da Amazônia IV, sempre com patrocínio da Vale, que há anos vem dando um fortíssimo apoio à formação de novos músicos eruditos no Pará com resultados sempre de alto nível alcançados pelos alunos e professores da Fundação Amazônica de Música, sediada na capital paraense.
Nesse concerto foram apresentados dois compositores distantes na época, mas de certo modo, próximos na sonoridade vibrante de suas músicas. Trata-se de Ludwig van Beethoven e George Gershwin. O primeiro teve sua 2ª. Sinfonia e o segundo seu bailado cinematográfico Um Americano em Paris, originalmente coreografado por Gene Kelly para o filme Sinfonia de Paris; um dos grandes musicais holywoodianos.
No geral, foi mais um bom concerto preparado pelos alunos que compõem a orquestra, sob a regência do paraense Miguel Campos Neto. Ainda bastante jovem, mas já com sólida carreira musical na capital paraense; onde além da OJVM rege as orquestra do Festival de Ópera do Teatro da Paz e da Escola de Música da UFPA, sempre com talento e critério na interpretação.
    As duas obras foram apresentadas em primeira audição na OJVM. A execução da sinfonia de Beethoven é mais um acréscimo na formação musical dos jovens estudantes da Fundação Amazônica de Música; cada vez mais apurados na arte da interpretação musical sinfônica. As cordas tiveram uma ótima participação dando vida à escrita sinfônica de Beethoven com vigor e clareza, embora no segundo movimento, tenham deixado umas desafinações passarem, sobretudo, nos primeiros violinos. Mas a afinação voltou ao normal nos dois últimos movimentos, terminando a execução em grande estilo.
    Já a obra de Gershwin foi uma grata surpresa para mim no programa, pois não esperava ouvi-la ao vivo, fã que sou dela desde muitos anos. Trabalhá-la com os alunos e apresentá-la em concerto demonstra que Miguel não está somente preocupado com o repertório tradicional, dando espaço nos seus programas a música novecentista que, ainda, se recente da indiferença da maioria das orquestra ao redor do nosso azulado planeta. Ouvir Gershwin ao vivo e com a orquestra quase em cima de nós, não tem preço! Fiquei arrepiado! E pedindo bis.



 Programa:

Ludwig van Beethoven (1770-1827)

Sinfonia nº. 2 em D maior Op. 36
Adagio molto - Allegro con brio
Larghetto
Scherzo - Allegro - Trio
Allegro molto

George Gershwin (1898-1937)

Um Americano em Paris

Vídeos:

Ludwig van Beethoven - Sinfonia nº. 2 em maior, Op. 36


1º movimento: Adagio molto - Allegro con brio

video

2º movimento: Larghetto

video

3º movimento: Scherzo - Allegro - Trio

video

4º movimento: Allegro molto

video


George Gershwin - Um Americano em Paris

video