segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

O QUEBRA-NOZES NO PORTAL DA AMAZÔNIA

      A Prefeitura de Belém promoveu, entre outros eventos, o II Auto de Natal no Portal da Amazônia, área turística da capital paraense na noite de 20 de dezembro de 2014. Em palco montado ao ar livre os moradores da cidade foram convidados a assistir dois espetáculos: o bailado o Quebra-Nozes de Tchaikovsky e Lev Ivanov numa adaptação da Escola de Dança Ballare, dirigida por Ana Maria Crispino e o auto de natal As Pastorinhas pelo grupo de teatro Encenarte, proveniente da cidade paraense de Barcarena. Esse, fechando a noite com um espetáculo visualmente lindo, bem preparado e com atores experientes na cena teatral.
      A apresentação do Quebra-Nozes, pelas próprias palavras de Ana Maria Crispino foi preparada em cima da hora devido ao convite, também em cima da hora, da Fumbel - Fundação Cultural do Município de Belém.
     Esta montagem do bailado de Tchaikovsky/Ivanov foi, como é comum em escolas de dança, adaptada para mostrar dois os segmentos trabalhados na escola. Desde as meninas iniciantes até os alunos mais avançados; até mesmo a participação de algumas professoras já afastadas da sapatilha. Tudo isso para fazer uma grande festa de encerramento do ano letivo de 2014.
    Mas não é porque uma apresentação de fim de ano letivo é para mostrar o que os alunos aprenderam que essa obra-prima de Tchaikovsky, simples e direta na sua construção cênica, musical e coreográfica deva ser esquartejada sem dó e piedade, e digo mais, sem nenhuma noção de teatro pelos profissionais da dança envolvidos no evento.
    O Quebra-Nozes não é bailado complexo de se montar e deve-se ter em mente que ele foi composto para compor programa duplo com a ópera Iolanta também de Tchaikovsky. Portanto, é obra para uma noitada musical. A coesao do enredo, a ligeireza das dança, o sinfonismo da música de Tchaikovsky e a simplicidade da coreografia original de Lev Ivanov não dao espaço para cortes e adaptações no enredo. O Quebra-Nozes é obra simples e direta: deve ser montado do jeito que foi composto e coreografado. Basta isso para garantir-lhe o sucesso com o público que o adora há mais de um século!
      Dessa vez, o esquartejamento foi na supressão da abertura miniatura e de quase toda a cena inicial da Árvore de Natal, cuja música foi executada com uma espécie de preâmbulo sem sentindo ao espetáculo que se seguiria e que iniciou praticamente "em cima" da Marcha, o que tirou o encantamento musical que dá o tom de magia à obra já desde seu início.
    Outra coisa altamente inadequada e irritante para qualquer Tchaikovskyano como eu é ver as danças serem repertidas diversas vezes só para estender o tempo de participação de algumas classes de alunas. Assim tivermos que ouvir repetições da Dança Espanhola e da Dança Chinesa. Só isso tirou o brilho da música de Tchaikovsky; que se tornou repetitiva e acabou com o esquema direto e ligeiro preparado por ele e Ivanov. O Quebra-Nozes é obra para meio programa de concerto, o que lhe dá um carater de economia de meios e rapidez na execução. Duas coisas das mais caras nessa obra e que foram irritantemente ignoradas pelas professoras de dança da Ballare para essa apresentação.


O Quebra-Nozes Ato I


O Quebra-Nozes Ato II






Imagens:

















segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

II CANTATA DE NATAL


   
 Na noite de 14 de dezembro de 2014 aconteceu a II Cantata de Natal promovida pela Prefeitura de Belém em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado do Pará. Os sopranos Dione Colares e Luciana Tavares e o mezzo-soprano Aliane Souza foram as solistas da noite. A Orquestra Jovem Vale Música e o Coro Infanto-Juvenil Vale Música abrilhantaram a noite, também, com suas participações. Foi uma noite musical agradável e leve que ocorreu na Praça D. Pedro II com o palco situado entre os palácios Antônio Lemos e Lauro Sodré, respectivamente a sede da prefeitura de Belém e a antiga sede do governo estadual paraense, hoje Museu do Estado do Pará.
     O concerto de temática natalina teve um grande problema na elaboração do programa, pois nele foram executadas obras nem um pouco natalinas como árias operísticas que não remetem ao espírito do Bom Velhino como a Mon Couer s'ouvre a ta voix, cantada por Dalila para seduzir Sansão na ópera de Saint-Saëns. Música de sudeção, apesar de bela, mas que não é adequada a um concerto temático como este.
     Além desse tropeço, outras obras muito mal escolhidas foram executadas; como trechos do bailado A Floresta do Amazonas de Villa-Lobos que falam de amor carnal entre dois índios. 
     Alguns tradicionais natalinos deram um melhor tom à festa como excertos do Quebra-Nozes de Tchaikovsky, a canção tradicional Amazing Grace e arranjos em português de diversas canções natalinas estrangeiras.
     A Orquestra Jovem Vale Música, sempre regida pelo seu titular Miguel Campos Neto, tocou a suíte de Tchaikovsky atrapalhada pelo péssimo sistema de som montado no palco. Para um desavisado a orquestra poderá ter dado a impressão de que não toca bem e nem tem bom som. Ledo ingano.  A excelência musical da OJVM foi totalmente prejudicada pela projeção sonora. Valeu pela festa? Sim. Mas espero que no próximo ano - se houver - o sistema de som seja melhor preparada para que nenhum dos músicos pareçam ineficientes naquilo, que todos nós que os conhecemos, sabemos que fazem bem.
     Uma grata surpresa na noite foi a participação do soprano brasiliense Luciana Tavarez, esposa do pianista paraense David Martins; e que atualmente está residindo com a família em Portugal devido a David estar naquele país fazendo o seu doutorado. Ela, Dione e Aliane fizem o melhor com os microfones a disposição. No fim, o resultado sonoro chegou forçosamente a um regular. Mas música em palco aberto sempre é complicada e depende de uma boa equalização dos aparelhos de projeção sonora; o que não foi o caso dessa vez.
      No fim ocorreram fogos de artifícios para fechar a noite e deixar todos com um largo sorriso nos rostos.  

Vídeos:

Bizet: Habanera, da Carmen - Aliane Souza

video

Tradicional: Amazing Grace - Dione Colares

video



Irving Berlim: Natal Branco - Aliane Souza


video


Gounod: Mon couer s'ouvre a ta voix (Sansão e Dalila) Aliane Souza



Villa-Lobos: Melodia Sentimental (Floresta do Amazonas) Luciana Tavares

video


Tchaikovsky - Suíte de O Quebra-Nozes

marcha

video

Chá: Dança chinesa

video

Dança das Flautas de Bambu.

video


Dança da Fada Açucarada

video

Valsa das Flores

video


Tradicional: O bom velhinho




Tradicional: Boas Festas

video



Final: 

video


Imagens: