II CANTATA DE NATAL


   
 Na noite de 14 de dezembro de 2014 aconteceu a II Cantata de Natal promovida pela Prefeitura de Belém em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado do Pará. Os sopranos Dione Colares e Luciana Tavares e o mezzo-soprano Aliane Souza foram as solistas da noite. A Orquestra Jovem Vale Música e o Coro Infanto-Juvenil Vale Música abrilhantaram a noite, também, com suas participações. Foi uma noite musical agradável e leve que ocorreu na Praça D. Pedro II com o palco situado entre os palácios Antônio Lemos e Lauro Sodré, respectivamente a sede da prefeitura de Belém e a antiga sede do governo estadual paraense, hoje Museu do Estado do Pará.
     O concerto de temática natalina teve um grande problema na elaboração do programa, pois nele foram executadas obras nem um pouco natalinas como árias operísticas que não remetem ao espírito do Bom Velhino como a Mon Couer s'ouvre a ta voix, cantada por Dalila para seduzir Sansão na ópera de Saint-Saëns. Música de sudeção, apesar de bela, mas que não é adequada a um concerto temático como este.
     Além desse tropeço, outras obras muito mal escolhidas foram executadas; como trechos do bailado A Floresta do Amazonas de Villa-Lobos que falam de amor carnal entre dois índios. 
     Alguns tradicionais natalinos deram um melhor tom à festa como excertos do Quebra-Nozes de Tchaikovsky, a canção tradicional Amazing Grace e arranjos em português de diversas canções natalinas estrangeiras.
     A Orquestra Jovem Vale Música, sempre regida pelo seu titular Miguel Campos Neto, tocou a suíte de Tchaikovsky atrapalhada pelo péssimo sistema de som montado no palco. Para um desavisado a orquestra poderá ter dado a impressão de que não toca bem e nem tem bom som. Ledo ingano.  A excelência musical da OJVM foi totalmente prejudicada pela projeção sonora. Valeu pela festa? Sim. Mas espero que no próximo ano - se houver - o sistema de som seja melhor preparada para que nenhum dos músicos pareçam ineficientes naquilo, que todos nós que os conhecemos, sabemos que fazem bem.
     Uma grata surpresa na noite foi a participação do soprano brasiliense Luciana Tavarez, esposa do pianista paraense David Martins; e que atualmente está residindo com a família em Portugal devido a David estar naquele país fazendo o seu doutorado. Ela, Dione e Aliane fizem o melhor com os microfones a disposição. No fim, o resultado sonoro chegou forçosamente a um regular. Mas música em palco aberto sempre é complicada e depende de uma boa equalização dos aparelhos de projeção sonora; o que não foi o caso dessa vez.
      No fim ocorreram fogos de artifícios para fechar a noite e deixar todos com um largo sorriso nos rostos.  

Vídeos:

Bizet: Habanera, da Carmen - Aliane Souza

video

Tradicional: Amazing Grace - Dione Colares

video



Irving Berlim: Natal Branco - Aliane Souza


video


Gounod: Mon couer s'ouvre a ta voix (Sansão e Dalila) Aliane Souza



Villa-Lobos: Melodia Sentimental (Floresta do Amazonas) Luciana Tavares

video


Tchaikovsky - Suíte de O Quebra-Nozes

marcha

video

Chá: Dança chinesa

video

Dança das Flautas de Bambu.

video


Dança da Fada Açucarada

video

Valsa das Flores

video


Tradicional: O bom velhinho




Tradicional: Boas Festas

video



Final: 

video


Imagens:




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESSA NEGRA FULÔ: ANÁLISE

FORMA E ESTRUTURA NA ÓPERA: CENA III - ESTRUTURAÇÃO DE UMA ÓPERA

Mozart: Bastião e Bastiana em português e com sotaque paraense